Paraná é destaque pela boa situação fiscal e de investimentos

0
582

O Paraná conseguiu, graças ao ajuste fiscal realizado pelo Governo do Estado, conquistar uma situação fiscal e de investimentos bem mais favorável do que a dos demais Estados do país. Enquanto a maioria das unidades da federação corta investimentos, tem dificuldades para cumprir a Lei de Responsabilidade Fiscal e adia o pagamento do funcionalismo, o Paraná segue na direção contrária. O Estado fechou 2015 com superávit primário de 1 bilhão e 900 milhões de reais, prevê investimento recorde de 8 bilhões de reais em 2016 e ainda concedeu reajuste salarial de 10,67% aos servidores públicos no mês passado. O governador Beto Richa destacou que o Paraná se encontra em uma situação diferenciada em relação aos outros estados. // SONORA BETO RICHA // Matérias publicadas pelos três maiores jornais do País, O Globo, Folha de São Paulo e O Estado de S. Paulo, mostram que dos 26 estados mais o Distrito Federal, o Paraná está entre sete estados que cumprem com os limites de gastos impostos pela Lei da Responsabilidade Fiscal. O estado também se destaca por não ter utilizado os depósitos judiciais para equilibrar seu caixa como aconteceu com outros 11 estados, que sacaram 17 bilhões de reais desses depósitos para cumprir com despesas, como a aposentadoria dos servidores. No Paraná, os depósitos judiciais são usados, exclusivamente, para pagamento de precatórios como manda a lei. O diretor presidente do Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico Social, Ipardes, Julio Suzuki Júnior, afirma que o ajuste realizado no Paraná foi essencial para o equilíbrio das finanças. Ele afirma que, com as medidas tomadas, os resultados da economia paranaense no período de crise devem ser melhores do que no restante do país. // SONORA JULIO SUZUKI // Enquanto a maior parte dos Estados de grande porte corta investimentos, apenas Paraná e Bahia planejam investir mais em 2016, segundo reportagem publicada pelo jornal O Globo em 25 de janeiro. O diário carioca mostrou que a crise econômica fez os estados mais ricos cortarem mais de 8 bilhões e meio de reais em investimentos em 2016 na comparação com o ano passado. O Paraná, por outro lado, projeta para este ano um aumento de mais de 21% na verba para novos projetos. (Repórter: Rodrigo Arend)

Fonte: Agência de Notícias do Paraná

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here